Incatema Consulting colabora na Jornada técnica sobre colheita de forragens e aplicação localizada de chorume em Burgos

18 June, 2019

O objetivo desta jornada é difundir entre agricultores e técnicos do setor agrícola as inovações ao nível da maquinaria agrícola e a sua aplicação no terreno, bem como informar sobre a aplicação do novo regulamento de aplicação de chorume, com a intenção de reduzir as emissões de amoníaco e efetuar uma aplicação mais ecológica.

A jornada contará com várias demonstrações de trabalho real com máquinas agrícolas de última geração, para mostrar como estas contribuem para o objetivo de tornar a aplicação de chorume mais sustentável, reduzindo o seu impacto no meio ambiente, conforme exigido pela Diretiva europeia relativa a Valores-Limite Nacionais de Emissão (Diretiva 2001/81/CE, alterada pela Diretiva 2016/2284), bem como pelo Protocolo de Gotemburgo da Convenção de Genebra.

Além disso, o evento contará com duas conferências no Centro Integrado de Formação Profissional «Príncipe Felipe» de Albillos, sobre a regulamentação vigente relativa à aplicação de chorume como fertilizante e sobre os mapas de rendimento e qualidade no trabalho de colhedoras-picadoras de forragens.

De acordo com Sergio de Román, Diretor de Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural da Incatema Consulting & Engineering, «estas demonstrações agrícolas que o Ministério da Agricultura, Pescas e Alimentação realiza anualmente são uma grande oportunidade para demonstrar a nossa experiência ao nível do trabalho e da utilização da melhor tecnologia agrícola, para promover esta iniciativa de divulgação junto dos agricultores e técnicos do setor».

Responsabilidade ambiental na aplicação de chorume

O compromisso face ao meio ambiente figurou de forma proeminente na Jornada técnica sobre colheita de forragens e aplicação localizada de chorume, uma vez que tanto as Diretivas da UE como os Convénios internacionais impõem um limite de emissões de amoníaco, o que juntamente com a crescente tomada de consciência e sensibilização da sociedade em relação ao meio ambiente e às alterações climáticas, obrigam a desenvolver políticas que contribuam para a mudança de comportamentos, levando à implementação de processos mais eficientes e ecológicos.

Neste sentido, no final de 2017 foi publicado o Real Decreto 980/2017, de 10 de novembro, que modifica os Reais Decretos 1075/2014, 1076/2014, 1077/2014 e 1078/2014, todos de 19 de dezembro, promulgados com vista à aplicação em Espanha da Política Agrícola Comum, que estabelece, no seu artigo 4.º, que a aplicação de chorume nas superfícies agrícolas não poderá ser realizada através de sistemas de prato ou leque, nem canhões. Não obstante, as Comunidades Autónomas podem estabelecer exceções, tendo em conta as características especiais das superfícies afetadas, incluindo as condições orográficas e climáticas, ou outros motivos, desde que sejam devidamente justificadas.