A Incatema Consulting prestará assistência técnica à Comissão Europeia na implementação de um programa para o setor produtivo da banana em 10 países de África e das Caraíbas, durante os próximos quatro anos.

A Incatema Consulting prestar assistncia tcnica  Comisso Europeia na implementao de um programa para o setor produtivo da banana em 10 pases de frica e das Carabas, durante os prximos quatro anos.

O consórcio liderado pela Incatema Consulting apoiará a CE durante quatro anos na implementação, acompanhamento e avaliação do Programa MAB (Medidas de Acompanhamento do Setor da Banana) em 10 países de África e das Caraíbas.
 
Em 2000, a UE assinou o Acordo de Cotonou, que regula as relações dos seus países membros com o grupo de países denominado ACP (África, Caraíbas e Pacífico). O principal objetivo do referido acordo era a redução da pobreza nestes países e, entre outras medidas, foram concedidos descontos aduaneiros e facilidades de acesso à UE dos produtos provenientes destes países.
 
O programa de Medidas de Acompanhamento da Banana tem como finalidade compensar os países ACP produtores de banana pela queda das suas exportações para a UE, a qual se deve à liberalização do comércio internacional da banana. Esta liberalização foi o resultado de vários anos de negociações no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC), entre um grupo de países da América Latina produtores de banana (tais como a Colômbia, o Peru ou a Costa Rica) e a UE, que concluíram na assinatura do Acordo de Genebra sobre o comércio da banana em 2009. Nos termos deste acordo, a UE compromete-se a reduzir gradualmente, e até 2020, os direitos aduaneiros de importação de banana proveniente deste grupo de grandes produtores latino-americanos, o que terá um efeito negativo nos países ACP, que perderão quota de mercado.
 
 
Por esta razão, a Comissão Europeia implementou o Programa MAB, de apoio a 10 países de África e da Caraíbas (Camarões, Costa do Marfim e Gana, República Dominicana, Belize, República Dominicana, Jamaica, São Vicente e Granadinas, Santa Lúcia e Suriname), com um financiamento de 190 milhões de euros e uma duração de quatro anos. O MAB investirá no melhoramento da competitividade do Setor da banana nestes países, na diversificação de cultivos e na beneficiação das infraestruturas.


Incatema © 2013 | ALL RIGHTS RESERVED
Incatema consulting