Incatema Consulting & Engineering protege a margem do rio Masacre para evitar inundações do novo Mercado de Ouanaminthe no Haiti

Incatema Consulting & Engineering protege a margem do rio Masacre para evitar inundaes do novo Mercado de Ouanaminthe no Haiti

A Incatema Consulting & Engineering implementou a proteção ambiental do rio Masacre, na sua passagem pelo mercado binacional de Ouanaminthe, no Haiti, mediante a instalação de um muro de contenção de avenidas situado entre o Haiti e a República Dominicana.  A proteção das margens do rio é consequência do estudo hidrológico realizado pela empresa, para determinar os níveis de inundação do mesmo, com o objetivo de evitar o seu possível transbordamento em épocas de chuva intensa, e que faz parte dos estudos preliminares ambientais de todos os projetos da empresa.

A proteção ambiental do rio Masacre faz parte do projeto de construção do mercado binacional de Ouanaminthe, que a Incatema Consulting & Engineering está a executar na República Dominicana e no Haiti, numa obra orçada em 9 milhões de euros, que conta com financiamento da União Europeia para a BONFED

Convém não esquecer que o Haiti é o país com o menor PIB per capita do continente americano e do hemisfério ocidental, e um dos países do mundo com mais desigualdade. A economia do Haiti é a mais pobre da zona, de acordo com os dados da Comissão Económica para a América Latina e as Caraíbas (CEPAL), segundo os quais o PIB per capita do país contraiu -0,1 em 2015, fator também agravado pelo terramoto e posterior tsunami de 2010, uma das piores catástrofes humanitárias da história.

No âmbito do mesmo Programa Binacional, financiado pela União Europeia, a Incatema Consulting & Engineering recuperou e entregou ao Município de Ouanaminthe o antigo Mercado Municipal da cidade, cujas obras de melhoria consistiram em assentar o terreno sobre o qual este está situado, para evitar que fique inundado na época das chuvas, para além da melhoria e saneamento das construções existentes (para a venda de carnes, legumes e frutas), mediante a construção de uma nova estrutura metálica e da sua cobertura, e da modernização das instalações sanitárias e de escoamento das águas das chuvas.

Cooperação internacional para garantir a sustentabilidade nos países em vias de desenvolvimento

O projeto de construção do mercado de Ouanaminthe e proteção da margem do rio Masacre insere-se nas ações estratégicas de cooperação internacional financiadas pela União Europeia e impulsionadas pela Incatema Consulting & Engineering em matéria de sustentabilidade, em consonância com a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável adotada pela ONU. Mais concretamente, contribui diretamente para a concretização do ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável) Erradicação da Fome e para a redução da desigualdade, ao permitir à população abastecer-se de alimentos.

É preciso ter em conta que a população do Haiti cruza diariamente a fronteira com a República Dominicana para conseguir alimentos e produtos de primeira necessidade desde 1993, ano em que o então presidente dominicano, Joaquín Balaguer, anunciou que permitiria este movimento para aliviar o acesso limitado a bens alimentares que afetava o Haiti, que naquela altura enfrentava um embargo internacional. O primeiro ponto de abertura situou-se na fronteira entre as duas cidade limítrofes de Dajabón e Ouanaminthe, onde atualmente a Incatema Consulting & Engineering está a construir o novo mercado de Ouanaminthe, cujas obras serão concluídas este ano.

Para melhorar o acesso aos alimentos que escasseiam por parte da população haitiana, o mercado de Dajabón (situado na parte dominicana da fronteira) ampliou recentemente a sua atividade por mais um dia, passando a abrir três dias por semana, em vez de dois.

O rio Masacre transbordou em setembro de 2017, quando as cheias provocaram a queda da antiga ponte da Alfândega, que durante 40 anos tinha sido utilizada para a comunicação terrestre entre os cidadãos haitianos e dominicanos. Devido a esta queda, as autoridades foram obrigadas a distribuir alimentos a todas as pessoas alojadas em refúgios ou casas de famílias, uma vez que várias comunidades ficaram isoladas devido ao danos em vários troços de estradas e pontos.

 

Incatema © 2013 | ALL RIGHTS RESERVED
Incatema consulting