Termina com sucesso o programa de formação sobre a cria intensiva de alevins para aquicultura na África Central - ACP Fish II.

A Indemar, empresa do Grupo Incatema, concluiu vários cursos de formação teórico-práticos para a produção intensiva de alevins de peixe-gato nos Camarões, Chade, Gabão e República Democrática do Congo. Estes cursos foram financiados pelo Programa ACP Fish II da UE, tendo recebido formação nesses países um total de 53 empreendedores, proprietários e trabalhadores de granjas aquícolas, e também funcionários do setor aquícola. Foi ainda editado um manual que servirá de guia técnico para os aquicultores da zona e para formação de futuros aquicultores.

Termina com sucesso o programa de formao sobre a cria intensiva de alevins para aquicultura na frica Central - ACP Fish II.

O peixe-gato (Clarias gariepinus) é uma das espécies mais interessantes para a aquicultura africana dada a sua vasta distribuição geográfica, a facilidade de criação e a boa taxa de crescimento da mesma. Contudo, um dos obstáculos que impedem o crescimento da sua produção é a falta de alevins de qualidade.  
 
Conscientes desta dificuldade, o Programa ACP Fish II da UE financiou a realização de seminários formativos para a produção intensiva de alevins de Clarias nas cidades de Yaoundé, Ndjamena, Libreville e Kinshasa.
 
A Indemar, a empresa do grupo que se dedica ao setor da pesca e da aquicultura, foi a adjudicatária deste contrato, que foi executado durante os meses de julho a setembro de 2013. Em primeiro lugar, foram selecionados os formadores que elaboraram o manual teórico e lecionaram os cursos, com a colaboração de assistentes locais que deram o seu apoio para cobertura das necessidades logísticas do projeto. A formação teórica recebida durante a sessão da manhã era completada com a aplicação prática da mesma na sessão de tarde. O último dia de cada seminário foi dedicado à visita dos participantes a uma instalação de aquicultura onde se produzem alevins de Clarias.
 
Desde o início, o objetivo foi sempre garantir a participação de mulheres envolvidas no setor aquícola de cada país, tendo-se atingido uma participação feminina nos cursos de 30%, o que representa um sucesso se se considerar a presença maioritária de homens no setor. As pessoas que assistiram aos seminários foram selecionadas pelos Pontos Focais do Programa, tendo em consideração que os seminários se destinavam tanto a aquicultores e pessoal dos serviços aquícolas, como a pessoas interessadas em integrar-se neste setor. 

Incatema © 2013 | ALL RIGHTS RESERVED
Incatema consulting