Incatema entrega o projeto do emissário de Cambérène ao Gabinete Nacional de Saneamento do Senegal

21 February, 2024

As obras do emissário submarino de Cambérène, uma localidade a norte de Dakar (Senegal), foram entregues pela Incatema ao promotor do projeto, o Gabinete Nacional de Saneamento do Senegal (ONAS).

Para além dos representantes de Incatema, participaram na cerimónia de entrega da obra, cuja execução teve início em julho de 2021, o Sr. Ahmadan Khadim Bamba Fall, na qualidade de Diretor Administrativo e Financeiro do ONAS, o Sr. Pédre Sy, na qualidade de Gestor de Projeto do ONAS, e o Sr. Mamadou Niang, na qualidade de Chefe do Departamento Económico e administrativo do ONAS. Todos eles destacaram a qualidade da infraestrutura de gestão da água e sublinharam a colaboração e a excelente disposição da Incatema durante a execução do projeto.

O emissário submarino de Cambérène liga-se à estação de tratamento de águas residuais (ETAR) da cidade, também construída pela Incatema, para transportar os efluentes, previamente tratados e depurados, para o fundo do mar através de um microtúnel submarino com 1200 metros de comprimento e 2,20 metros de diâmetro.

O processo de tratamento das águas residuais inicia-se na ETAR, de onde a água tratada é descarregada através do emissário para o nível de água elevado. É aqui que se completa a purificação final através de processos químicos, físicos e biológicos naturais. Estes processos são possíveis graças às condições de temperatura, pressão, correntes, radiação ultravioleta e salinidade da água, que contribuem para a limpeza e diluição finais da água tratada sem afetar o ambiente.

O emissário submarino faz parte do Programa Ambiental do Governo do Senegal para reduzir a poluição no norte de Dakar, uma das cidades mais poluídas deste país africano. "O emissário permitirá eliminar resíduos poluentes que têm impacto não só na saúde da população, mas também nos recursos pesqueiros e noutros setores, contribuindo assim para o ODS 6 da Agenda 2030 das Nações Unidas, para a água potável e saneamento, e para o ODS 14 sobre a proteção da vida subaquática", afirma Fernando Díaz, diretor de Infraestruturas da Incatema.